Ir para o conteúdo

Câmara de Itaquaquecetuba e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Câmara de Itaquaquecetuba
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
FEV
09
09 FEV 2023
CEI DA EDP
679 visualizações
EDP São Paulo responde questionamentos da Comissão
Foto Noticia Principal Grande
Vereadores apontaram problemas e pediram soluções aos representantes da concessionária
enviar para um amigo
receba notícias
Empresa diz que fez alinhamento com a Prefeitura e agora os problemas de apagões devem diminuir na cidade
A Comissão Especial de Inquérito (CEI), instaurada pela Câmara Municipal de Itaquaquecetuba, para investigar supostas irregularidades nos serviços prestados pela concessionária de energia elétrica EDP São Paulo, realizou ontem (08/02) uma reunião com representantes da empresa. O encontro serviu para esclarecer informações, apresentar possíveis soluções, cobrar um posicionamento e propor um melhor diálogo entre a empresa e os vereadores.
Um dos primeiros temas a serem debatidos foi a questão dos “apagões” envolvendo o equipamento chamado de “BTZero” nas ruas de Itaquá. O presidente da Comissão, vereador Dr. Roque (PL), explicou o que foi apurado até o momento e questionou o que a EDP pretende fazer a respeito. “Soubemos que muitos funcionários (da EDP ou de empresas terceirizadas) instalavam o BTZero e deixavam a rede desligada. Há informação de que alguns não tinham treinamento para mexer na rede elétrica”, pontuou o parlamentar.
O gestor Executivo da EDP, Benedito Roberto de Miranda, informou que a empresa está ciente do problema: “Temos consciência desse stress que ocorreu”. No entanto, ele diz que houve um alinhamento entre empresa e Prefeitura e os problemas estão diminuindo. “Os funcionários são treinados sim. É que está sujeito a acontecer alguns eventos, mas esse alinhamento que fizemos sanou as dúvidas e (a situação) foi ajustada”, respondeu.
Roberto respondeu outras perguntas dos vereadores, sobre postes de madeira, postes na frente de garagens, mau atendimento ao público, geradores de energia e o protesto de devedores. Sobre os protestos, ele afirmou que a legislação permite o que é realizado e que a empresa só protesta 2,5% dos clientes, que só vai a cartório após dois meses de atraso e que há vários informes que são enviados antes aos clientes para que eles possam fazer o pagamento. A Câmara de Itaquaquecetuba aprovou no ano passado um projeto de lei que proíbe a EDP de protestar os clientes em cartório, mas a empresa se ampara em uma legislação federal. 
A relatora da Comissão, vereadora Simone do Posto (PL) aprovou a reunião e acredita que a empresa tem tudo para melhorar seus serviços a partir de agora no município. “A equipe da EDP que veio aqui foi bem solícita. Tivemos um bate papo interessante e diferente de outras gestões da EDP. Sinto que daqui pra frente vamos evoluir na iluminação pública”, ressaltou.
A reunião teve a participação ainda dos vereadores Mané Barranco (PL), membro da CEI; Luiz Coutinho (PSDB); Cowboy Edimar (MDB); Gilson Fidelis (PSC); Cantor Sidney Santos (PP); da advogada da EDP, Patrícia Samanez; do gestor operacional da EDP, Thiago Lemme; da analista de Poder Público da EDP, Ester Nascimento da Silva Moreno; e da equipe de assessoria de imprensa da EDP.
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia