Ir para o conteúdo

Câmara de Itaquaquecetuba
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
25
25 OUT 2021
SESSÕES
141 visualizações
Vereadores repudiam fala de deputado contra arcebispo e papa

Os vereadores da Câmara Municipal de Itaquaquecetuba aprovaram uma moção de repúdio, durante a sessão ocorrida na última terça-feira (19/10), contra o deputado estadual Frederico D’Avila (PSL), que xingou o Papa Francisco e o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, durante um pronunciamento na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).
“Isso não pode acontecer. Estamos em um país laico. Temos que ter respeito por todas as religiões e (o deputado) não teve. Ele foi muito infeliz. O que ele falou não tem desculpa”, disse o vereador Edson Moura (PL), autor da moção. “Infelizmente no Brasil está acontecendo isso, o direito à livre manifestação, mas partindo para o lado pessoal, ultrapassando os limites. E o homem público, como o deputado, não pode falar uma coisa dessa e depois se desculpar”, completou o vereador Dr. Roque (PL).
A vereadora Simone do Posto (PL) disse que o deputado instigou o ódio nas pessoas e o vereador Cantor Sidney Santos (PP) falou que o discurso do político foi triste, de grande grosseria e ignorância. “Tem que ter respeito por todas as religiões”, completou.

O caso
O deputado estadual xingou o papa e o arcebispo de vagabundo, safado e pedófilo durante um discurso na Alesp, quando ele se revoltou porque o arcebispo fez um trocadilho durante uma fala em Aparecida, “cutucando” o governo do presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, ele disse que o Brasil é uma pátria amada e não uma pátria armada. Mesmo pedindo desculpas pelos seus xingamentos, o deputado deve ser investigado na Alesp e várias câmaras municipais têm aprovado moções de repúdio por sua atitude.

Seta
Versão do Sistema: 3.1.6 - 03/11/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia